pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

Um olhar estético sobre a corte imperial do período Heian

midori expo-redMidori Hatanaka inaugura exposição, neste dia 17 de setembro, às 19h, na JB Goldenberg Escritório de Arte, reunindo 37 peças inspiradas no “O Livro de Cabeceira” (Makura Soshi), de Sei Shonagen.

Esta obra foi tombada pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade e reúne as impressões pessoais de Shonagen, uma cortesã que serviu a Casa Imperial do Japão durante o período Heian (794/1192).

“O Livro de Cabeceira” registra a vida cotidiana da corte japonesa e, embora reúna impressões pessoais da autora, é considerado um significativo documento histórico dessa época. Traduzido para vários idiomas, foi adaptado para cinema em 1996, sob direção de Peter Greenway.

A série de 37 imagens concebidas por Midori Hatanaka foram feitas em papel arroz (tamanho 29 x 24 cm), folha de ouro e tinta acrílica. Na montagem, a luminotécnica destaca-se como elemento essencial para visualização das peças com suas nuances nas camadas de papel, recortes e vazados.

A exposição abre no dia 17 de setembro e prossegue até 3 de outubro, de 2ª a 6ª feira, das 11h às 19h, e aos sábados das 11h às 16h, na JB Goldenberg Escritório de Arte (Rua Tinhorão, 69, Higienópolis, São Paulo – SP).