pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

Os preparativos aos 110 anos da imigração japonesa em 2018

Yoshiharu Kikuchi, presidente do Comitê Executivo da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no BrasilA Comissão para Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil – que tem como presidente Harumi Arashiro Goya, e presidente do Comitê Executivo Yoshiharu Kikuchi – já definiu que a principal cerimônia acontecerá na manhã do dia 21 de julho de 2018, no São Paulo Exhibition & Convention Center, localizada no início da Rodovia dos Imigrantes.

A comemoração acontecerá concomitantemente ao Festival do Japão – considerado o maior evento da cultura japonesa –, realizado pelo Kenren – Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil. “Nesse centro de convenções, estamos planejando montar um espaço especial, ao lado das instalações desse Festival”, explica Kikuchi, destacando que “a proposta é a de agregar esforços e valorizar essa comemoração tão importante para a comunidade nikkei e para o intercâmbio Brasil-Japão”.

De acordo com ele, o projeto é montar um palco e uma pista central (com 15 m de largura por 100 m comprimento) com duas arquibancadas (com capacidade para cinco mil pessoas sentadas). “Imaginamos uma passarela semelhante ao Sambódromo, cuja pista poderá reunir a apresentação de até 600 pessoas ao mesmo tempo”, afirma Kikuchi. “Desejamos que esse local se transforme em referência para uma série de apresentações da cultura japonesa, individualmente ou coletivamente, não somente da Capital, como também do interior”.

O presidente ressalta: “desejamos dar enfoque às manifestações cultivadas pelos imigrantes japoneses e seus descendentes, como a dança Awaodori, Eisa, Chan Chan Odori, Yosakoi, como também o Taiko, valorizando junto ao público essa energia cultural das diferentes faixas etárias”.

Calcula que essa comemoração poderá trazer mais cinco mil pessoas para o Festival do Japão interessadas em acompanhar as apresentações. Ao mesmo tempo, acha que essa data poderá estimular outras entidades a integrar o evento com outras comemorações. Comenta que, em 2018, pelo menos 17 associações de províncias estarão completando aniversários e “nesse sentido, os representantes provinciais japoneses poderiam aproveitar essa oportunidade para uma programação conjunta com os 110 anos da imigração”, sugere o presidente Kikuchi.

Kikuchi, reconhecido por sua ampla capacidade de trabalho, acredita que a comemoração dos 110 anos da imigração japonesa também poderia ser uma oportunidade ideal para as empresas japonesas de alimentos trazerem seus produtos para demonstrações durante o evento. “O Festival do Japão é reconhecido por valorizar a culinária tradicional e poderíamos trazer, por exemplo, as melhores empresas de lamen, prato que está em alta nos restaurantes”, ressalta, lembrando que “trazer as novidades poderá fortalecer ambas as partes”.

Outro destaque será a visita de um membro da Família Imperial do Japão, uma possibilidade viável levando-se em conta que, em 2018, o Equador estará comemorando o centenário da imigração japonesa naquele país. “Ele poderia passar pelo Brasil e prestigiar também a nossa comemoração”, afirma, destacando que, além de São Paulo, a visita também poderia abranger cidades da região Noroeste paulista, tais como Marília, Promissão e Araçatuba, tal como aconteceu durante a visita do príncipe Mikasa, em 1958, durante as comemorações do 50º aniversário da imigração japonesa.

De acordo com Kikuchi, a definição da programação ainda está em curso “os vários setores ainda estão realizando reuniões para definir seus respectivos eventos, tais como esportes, simpósios, eventos artísticos, exposições, etc.”. Nos próximos dias, o logotipo alusivo à comemoração, criado pelo artista plástico Kazuo Wakabayashi, estará sendo divulgado.

Informa ainda que, a série de eventos comemorativos irá começar já nos primeiros dias de janeiro: “queremos que o lançamento dos 110 anos seja feito no dia 7 de janeiro de 2018, no Hotel Tivoli, com a comemoração do Shinenkai (festa de Ano Novo) da comunidade nikkei em conjunto com o cerimonial Hatsugama (primeira cerimônia do chá do ano) e Hatsuike (primeiro ikebana do ano)”. Destaca ainda que todos os eventos do Bunkyo realizados durante 2018 receberão o selo comemorativo dos 110 anos, o mesmo ocorrendo com outros que solicitarem esse credenciamento.

Kikuchi conta que, neste momento, prepara-se com sua equipe para enfrentar o maior desafio de todos: arrecadar recursos para comemoração. Ele acredita que a verba necessária gira em torno de R$ 3 milhões e afirma que já foi instituído o “Livro de Ouro” para buscar as colaborações das empresas conhecidas e dos amigos. Também já está em negociação junto às empresas automobilísticas visando conquistar carros para serem rifados e garantir uma parte do recurso com a “colaboração do público em geral”. Sua expectativa é a de contar com o apoio fundamental da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil. Nos próximos meses está programando embarcar ao Japão em busca de apoio e recursos junto ao governo e empresas privadas.

A secretaria da Comissão para Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil deverá ser instalada na Rua São Joaquim, 381, 2º andar, Liberdade – São Paulo – SP. Tel.: (11) 3208-5519.

MEMBROS DA COMISSÃO PARA COMEMORAÇÃO DOS 110 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL

Presidente: Harumi Goya
Vice-Presidentes: Akeo Yogui, Yasuo Yamada, Aiichiro Matsunaga e Yokio Oshiro.

COMITÊ EXECUTIVO
Presidente: Yoshiharu Kikuchi
Vice-Presidentes: Cláudio Kurita, Tério Uehara, Valter Sassaki e Márcia Nakano.
Membros: Akinori Sonoda, Atsushi Yasuda, Carlos Kendi Fukuhara, Eduardo Yoshida, Jorge Yamashita, Osamu Matsuo, Marcelo Hideshima, Minoru Uehara, Renato Ishikawa, Ricardo Nishimura, Ricardo Seguchi, Roberto Nishio, Toshio Ichikawa, Hitomi Sekiguchi, Angela Hirata e Kenji Iwashima.

COMITÊS REGIONAIS
Júlio Uehara, Zenemon Yamamoto, Kiyoji Nakayama, Tetsuo Kanno, Isaac Yasuo Miyaoka, Artur Nakahara, Tadayoshi Hanada, Shinichi Yassunaga, Hideki Okamoto, Toshio Koketsu, Alberto Sakakisbara, Jorge Ajifu, Rogério Hissao Umeoka, Toshiaki Yamamura e Sadao Sakai.

SUB-COMISSÕES

Cerimônias
Jorge Yamashita, Anacleto Hanashiro, Carlos Kendi Fukuhara, José Taniguti, Yoshihiro Harashima e Tomio Katsuragawa.

Eventos Culturais
Tério Uehara, Madoka Hayashi, Teruco Kamitsuji, Ignácio Moriguchi, Lidia Yamashita, André Korosue, Elzo Sigueta, Seinen Bunkyo, José Kanashiro, Henrique Matsuo, Sérgio Nishino, Marcelo Hideshima e Márcia Nakano.

Comunicação
Ricardo Nishimura, Léo Ota, Roberto Otake, Fernando Matsumoto, Izumu Honda e Érica Yamauti.

Planejamento/Captação Recursos
Yoshiharu Kikuchi, Osamu Matsuo, Shodi Nomura, Rogério Kita, Jairo Uemura, Taqueshi Ishikawa, Eiki Shimabukuro, Noritaka Yano, Harumi Goya, Henrique Nakagaki, Tadao Yamashita, Kenji Inoue e Nagato Hara.

Esportes
Valter Sassaki, Carlos H. Fujii, Jorge Otsuka e Hachiro Honda.

Projetos Especiais
Roberto Nishio, Hideaki Iijima, S. Murata, Yugo Mabe, Kazuo Wakabayashi, Masao Suzuki, Jorge Yamashita, Gerson Kunii, Anacleto Hanashiro, Henrique Nakagaki, Celso Mizumoto e Miyoko Shakuda.

Infraestrutura / Secretaria
Toshio Ichikawa, Gerson Kunii, Celso Mizumoto, Sadao Kayano e Camilo Shimabukuro.
Secretaria das 5 entidades: Eduardo G. Nakashima, Lauro H. Kumano, Misao Adachi, Fujiyoshi Hirata e Luzia Takayasu.