Recepção ao novo embaixador do Japão, Akira Yamada - Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social

pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

Recepção ao novo embaixador do Japão, Akira Yamada

No último dia 25 de agosto, depois de visitar no Parque Ibirapuera o Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos (Ireihi) e o Pavilhão Japonês; e no bairro da Liberdade o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, à noite, o novo embaixador do Japão, Akira Yamada, compareceu à recepção promovida pela comunidade nipo-brasileira em sua homenagem.

No palco do Salão Nobre, ladeado pro duas mulheres de destaque na comunidade nikkei, a cônsul-geral interina Hitomi Sekiguchi e a presidente do Bunkyo, Harumi Arashiro Goya, o embaixador Yamada acompanhou a apresentação dos participantes do evento.

Na plateia, que reuniu cerca de 140 pessoas, além da presença dos representantes das 34 entidades nikkeis co-promotoras do evento, a recepção contou ainda com a destacada presença dos representantes das empresas nipo-brasileiras e japonesas sediadas no Brasil.

Além disso, o evento foi prestigiado pelo deputado federal Walter Ihoshi, deputado estadual Pedro Kaká e os vereadores municipais Aurélio Nomura e Rodrigo Hayashi Goulart.

Expectativas dos 110 anos

A presidente Harumi Arashiro Goya, que saudou o homenageado em nome das entidades, destacou inicialmente a expectativa do primeiro encontro com o embaixador. Além disso, referiu-se aos preparativos para a comemoração dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil.

Ao embaixador Yamada, a presidente Harumi expressou o desejo de, como “tem acontecido nas celebrações anteriores”, que as comemorações dos 110 anos também sejam brindadas “com a prestigiosa visita de algum membro da família imperial japonesa”.

Além disso, lembrou que, em 2015 foi enviada carta ao embaixador Kunio Umeda “solicitando medidas para atender às necessidades dos nikkeis da quarta geração interessados em trabalhar no Japão”.

“Esse documento foi assinado pelas cinco entidades nipo-brasileiras (Bunkyo, Enkyo, Kenren, Aliança Cultural Brasil-Japão e Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil) e pelo CIATE – Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior”, informou – acrescentando que essa carta foi acompanhada da mensagem de apoio do deputado federal Walter Ihoshi. “Assim, nossa expectativa é a de poder contar com o apoio de Vossa Excelência para esta causa”, ressaltou.

Na sequência, o vereador Aurélio Nomura, deputado estadual Kaká e deputado federal Ihoshi fizeram as suas saudações destacando a importância do intercâmbio com o Japão e do papel dos imigrantes japoneses.

O embaixador Yamada, por sua vez, informou que esta é a primeira vez que assume cargo no Brasil, mas não é a primeira vez que visita este país. Esteve aqui em 1976 quando ainda “era um jovem estudante”. Depois, ao longo dos 35 anos de carreira diplomática, teve “o privilégio” de realizar vários trabalhos relacionados ao Brasil.

Lembrou que, como diretor geral do Departamento de América Latina do Ministério dos Negócios Estrangeiros, foi um dos encarregados dos preparativos da visita do primeiro-ministro Shinzo Abe ao Brasil. Ressaltou que está “muito feliz em poder” atuar no Brasil e lembrou que, como embaixador do México, acompanhou atentamente o desenrolar dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos realizado em 2016 no Rio de Janeiro.

Afirmou ainda que “São Paulo é o coração econômico do Brasil” e é o local onde estão “diversas empresas japonesas” e que espera “fortalecer o apoio com as empresas brasileiras”, buscando “melhorar o ambiente de negócios”.

Sobre as comemorações dos 110 anos, sua expectativa é de que 2018 “seja um ano para o avanço ainda maior do intercâmbio com a comunidade nikkei e relacionamento com o Brasil”.