pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

II Mostra Fujima destaca os valores e significados da Arte Kabuki

danca kabukiExposição, workshop e espetáculo de danças japonesas clássicas e contemporâneas são as atividades da II Mostra Fujima de Dança Kabuki, que acontece no dia 14 de janeiro, no Grande Auditório do Bunkyo. Realizado pela Cia Fujima de Dança Kabuki, o evento será um dos primeiros em comemoração aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil.

A dança kabuki é uma manifestação artística popular que deu origem ao Teatro Kabuki há 400 anos. No saguão do Bunkyo, serão exibidas fotos que destacam o movimento coreográfico e a técnica das danças clássicas, que estruturam também as versões contemporâneas do kabuki; além de figurinos e um workshop, no qual uma dançarina será maquiada e vestida ao vivo para entrar em cena no número de abertura.

No palco, a diversidade da dança kabuki, com suas principais temáticas e estilos musicais, será apresentada pelos dançarinos da Cia de Dança Kabuki Fujima. Ao todo serão 22 atrações clássicas e contemporâneas, cada uma com 5 a 10 minutos de duração, ao longo de três horas.

kabukiAs apresentações serão acompanhadas pela Orquestra Kabuki, único grupo musical do gênero no país, cujos integrantes são Kazuko Sugiura e Wanokai, Setsuo Kinoshita e Mitsue Iwamoto, e pelo Grupo Min, conjunto de música folclórica japonesa do estilo Minyo.

O público terá a oportunidade de ver famosas danças clássicas kabuki ao som dos tradicionais instrumentos do gênero, como o shamisen (instrumento de três cordas), fuê (flauta), tsuzumi (tambor de mão) e taiko (tambor). Ao final do espetáculo, a Cia de Dança Kabuki Fujima fará uma homenagem surpresa pelos 110 anos de amizade entre os dois países.

“Será possível compreender um pouco mais as coreografias pantomímicas que enfatizam expressões corporais, vestimentas e acessórios para revelar um lado do espírito japonês mais exuberante e provocador”, afirma Katsura Eguti, curadora da II Mostra Fujima de Dança Kabuki e filha de Yoshinojo Fujima, que trouxe o estilo para o Brasil em 1961.

A II Mostra Fujima de Dança Kabuki tem o apoio institucional do Consulado Geral do Japão, da Fundação Japão, da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, da Comissão dos 110 anos da Imigração Japonesa e patrocínio da Fundação Kunito Miyasaka.

II Mostra Fujima de Dança Kabuki
Local: Edifício Bunkyo – Rua São Joaquim, 381, Liberdade – São Paulo – SP
Informações: www.ciafujima.com.br

  • Exposição “Universo da Dança Kabuki”
    Dias 13 e 14 de janeiro, 10h às 20h (gratuito)
  • Workshop sobre maquiagem e vestimenta da dança Kabuki
    Dia 14 de janeiro, 11h30 às 12h30 (gratuito)
  • Espetáculos de dança ao vivo
    Dia 14 de janeiro, 13h às 16h (R$ 50,00)
    Ingressos:
    Cia Fujima de Dança Kabuki (Edifício Bunkyo, sala 43, 4º and.)
    Terças, das 13h às 18h | Quintas, das 10h às 12h e das 15h às 18h
    Informações: (11) 3208-2183
    Alo Ingressos (www.aloingressos.com.br)

Sobre a Cia de Dança Kabuki Fujima do Brasil
Fundada em 1961 pela coreógrafa e dançarina japonesa Yoshinojo Fujima, que se manteve à frente da companhia por 55 anos, a Cia de Dança Kabuki Fujima forma e mantém dançarinos profissionais e amadores no Brasil e no Japão. A escola também forma talentos nas áreas de maquiagem, figurino e cenografia relativos à dança Kabuki. Atualmente, 60 dançarinos integram a companhia, dirigida pela filha de Yoshinojo, Katsura Eguti. A Cia de Dança Kabuki Fujima busca a continuidade desta tradicional arte japonesa não só entre os imigrantes e seus descendentes, mas através da difusão entre os brasileiros de todas as idades, que começam a se destacar nessa arte.

Facebook-BunkyoTwitter-BunkyoMuseu Histórico da Imigração Japonesa no Brasilinstagram

REFORMA PARCIAL
ESTATUTO SOCIAL

>> 03.12.2015: Resolução conjunta CD/Diretoria para constituição da Comissão de Reforma do Estatuto do Bunkyo
>> 10.09.2015: Reforma parcial do estatuto do Bunkyo
>> 27.05.2015: Conselho Deliberativo institui a Comissão de Reforma do Estatuto do Bunkyo
>> ESTATUTO SOCIAL