pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

84º Concerto Bunkyo aos Domingos

84 concertoO Concerto Bunkyo aos Domingos apresenta neste final de semana, dia 11 de março, às 11h, o recital da soprano Judith Weinstock, acompanhada pelo pianista Daniel Gonçalves. A entrada é franca e será realizada arrecadação de alimentos (menos sal e açúcar) em prol do Kodomo-no-Sono.

Residindo em Berlim, onde trabalha como arquiteta, Judith não deixou de se dedicar à música. Desde 1991, vem realizando projetos musicais e concertos na Alemanha e no Brasil, cantando Wolfgang Amadeus Mozart, Felix Mendelssohn Bartholdy, Antonin Dvorak, Richard Strauss, Johannes Brahms e Gustav Mahler.

Na apresentação do 84º Concerto Bunkyo aos Domingos o público será brindado com sua voz em obras de Gustav Mahler, um dos mais importantes compositores mundiais, Heitor Villa-Lobos, o mais famoso compositor brasileiro de música erudita no Brasil e no exterior, e Kosaku Yamada, compositor e fundador da primeira orquestra profissional do Japão.

Quem conduz a solista com atuação impecável é Daniel Gonçalves, mestrado em correpetição no Royal Conservatoire da Escócia, que já participou de produções de ópera e recitais de gala no Theatro São Pedro e em montagens da Cia de Ópera Curta. O talento do pianista pode ser conferido na Escola Municipal de Música, no Coro Acadêmico da Osesp e no Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo.

PROGRAMA

GUSTAV MAHLER (1860 –1911)
• Des Antonius von Padua Fischpredigt
• Lob des Hohen Verstandes

HEITOR VILLA-LOBOS (1887 – 1959)
• A Moreninha (Prole do Bebê Nr. 1)
• O Polichinelo (Prole do Bebê Nr. 1)
• Canide Ioune-Sabath (Três Poemas Indígenas)
• Papae Curumiassú (Canções Brasileiras)
• Nozani-Na (Canções Brasileiras)
• Teirú (Três Poemas Indígenas)
• Xangô (Canções Brasileiras)
• Môkôcê cê-Maká (Canções Brasileiras)
• Sertão no Estio (Cântico Brasileiro)
• Serenata (Seresta Nr. 13)
• Vôo (Seresta Nr. 14)
• Canção de Cristal
• Viola quebrada (Canções Brasileiras)
• Adeus Ema (Canções Brasileiras)

KOSAKU YAMADA (1886 – 1965)
• Kono Michi

SERVIÇO

84º Concerto Bunkyo aos Domingos
Recital da soprano Judith Weinstock (acompanhada ao piano por Daniel Gonçalves)
Data: 11 de março, domingo, a partir das 11h
Local: Pequeno Auditório do Bunkyo – Prédio Anexo
Rua São Joaquim, 381 - Liberdade - São Paulo - SP (próx. Estação São Joaquim do Metrô)
Informações: (11) 3208-1755 / contato@bunkyo.org.br

 

JUDITH WEINSTOCK
Germano-brasileira, natural de São Paulo, a soprano iniciou seus estudos musicais na infância, sob orientação de sua mãe Cläre Weinstock; e foi aluna de piano na Escola Magdalena Tagliaferro. Em meados de 1980, formou-se em arquitetura na Faculdade Mackenzie. Emigrou para Alemanha, onde atualmente trabalha como Arquiteta, em Berlim. No novo país, tornou-se aluna de Miharu Koga e da cantora lírica Brigitte Eisenfeld (professora de excelente reputação). A partir de 1991, vem realizando projetos musicais e concertos, na Alemanha e no Brasil, cantando Wolfgang Amadeus Mozart, Felix Mendelssohn Bartholdy, Antonin Dvorak, Richard Strauss, Johannes Brahms e Gustav Mahler. Desde 2010, é aluna de Kathrin Feiburg, cantora pianista e organista. Em 2016, iniciou sua pesquisa com a obra de Heitor Villa-Lobos e divulga continuamente composições pouco conhecidas, mesmo no Brasil; sendo acompanhada do pianista Mario Häring ou com formações de câmera de membros de orquestras profissionais e amadoras em Berlim. Em 2017, iniciou o Projeto-Villa-Lobos-Berlin, com a colaboração do violoncelista brasileiro prof. Matias de Oliveira Pinto, do Instituto Ibero-Americano em Berlim (IAI), da Deutsch Brasilianische Gesellschaft (DBG) e da Embaixada Brasileira em Berlim.

DANIEL GONÇALVES
Concluiu seu Mestrado em correpetição no Royal Conservatoire da Escócia, onde estudou com Julya Lynch, Tim Dean, Oliver Rundel e Duncan Williams. Nesta mesma instituição recebeu o prêmio de correpetidor do ano em 2011 e o prêmio “Leonard Hancock” para correpetidores em 2012. No Brasil, teve sua base musical na Escola Municipal de Música, tendo aulas com Rosa Corvino, Luciana Sayure e Marisa Lacorte. Trabalhou como correpetidor nos Festivais de Ópera de Belém e de Manaus, no Festival Eleazar de Carvalho, em Fortaleza, Festival de canto, em Trancoso, entre outros. Participou de produções de ópera e recitais de gala no Theatro São Pedro e em montagens da Cia ópera curta. Foi pianista oficial do Concurso brasileiro de canto “Maria Callas” e do Concurso Internacional “Marcello Giordani”, na Itália. Participou como solista, ao lado da Camerata Cantareira sob regência de Sergio Chnee, da gravação do CD com obras do compositor brasileiro Jean Goldenbaum, e a convite do compositor realizou um recital em Berlim com suas obras. Atualmente é pianista correpetidor da Escola Municipal de Música, do Coro Acadêmico da Osesp e do Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo.