110 anos: Show e Cerimônia de Agradecimentos

Categoria: 2018
Publicado em Terça, 11 Dezembro 2018 13:03
Escrito por Célia Abe Oi

Dois momentos marcaram o encerramento das comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. O evento realizado na noite do último dia 30 de novembro, no Espaço Multiuso do Bunkyo, reuniu cerca de 320 pessoas e iniciou com a Cerimônia de Agradecimentos seguida do Show do cantor Eduardo.

Cerimônia de Agradecimentos

A saudação de Harumi Arashiro Goya, presidente da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil e do Bunkyo, abriu o evento.

“Incrível como o tempo passa rápido! Parece que ainda ontem estávamos reunidos para celebrar o Ano Novo e iniciar a comemoração dos 110 anos da imigração japonesa. E agora, neste momento, estamos reunidos para um dos últimos eventos comemorativos dos 110 anos!”, afirmou.

“2018 foi um ano de muitos desafios”, destacou, “tanto para organizar os eventos comemorativos, como, principalmente, para reunir os recursos financeiros destinados às atividades planejadas”, continuou a presidente Harumi.

“Felizmente, conseguimos montar uma frente coesa com muitos voluntários comprometidos com o sucesso da comemoração”, acrescentou, ressaltando que “os membros da Comissão Organizadora e das entidades nipo-brasileiras juntaram seus esforços aos de muitas, muitas pessoas e muitas empresas”.

Relatou que uma das fontes de captação foi o Livro de Ouro, “que reuniu a colaboração espontânea e generosa de pessoas físicas, empresa e entidades não governamentais”. Como também, “foi fundamental contar com a colaboração das empresas Toyota, Honda e Fast Shop para viabilizar o Sorteio Filantrópico autorizado pela Caixa Econômica Federal”.

Lembrou que “foram pouco mais de seis meses para viabilizar a desafiante missão de vender os 50 mil números de dois sorteios filantrópicos”. Admite que embora os valiosos prêmios oferecidos fossem, por si só, “os principais atrativos”, acredita que “se não contássemos com o espírito colaborativo de cada um dos nossos conhecidos, amigos, familiares e simpatizantes, não teríamos atingido a marca dos 90% das vendas dos bilhetes do Sorteio”.

Assim, ao chegar ao fim do ano comemorativo aos 110 anos, foram selecionados 61 nomes representativos dessa extensa lista de colaboradores/patrocinadores para a outorga do Diploma de Gratidão. “Foram os senhores, sem dúvida, os protagonistas responsáveis por esta comemoração dos 110 anos”, ressaltou a presidente Harumi.

Ao finalizar, dirigiu os agradecimentos a Yoshiharu Kikuchi, presidente da Comissão Executiva da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, que, “em todos os momentos, principalmente naqueles momentos difíceis, Kikuchi-san sempre exerceu sua liderança trazendo um sorriso nos lábios, com otimismo, e sempre pronto para arregaçar as mangas e batalhar para o sucesso de nossa empreitada”.

Yoshiharu Kikuchi, por sua vez, fez a saudação em japonês, destacou que os sentimentos “kansha” (gratidão) e “kibo” (esperança) foram referências para planejar as comemorações. “Gratidão aos pioneiros e esperança no futuro impulsionados pela força da nova geração”. Destacou sua “profunda gratidão a todos que viabilizaram a campanha de recursos financeiros, seja contribuindo para o Sorteio Filantrópico, seja doando ao Livro de Ouro”.

Ainda fez questão de ressaltar a receptividade com que foi recebido nas empresas e pelos empresários, para falar sobre as atividades e necessidades dos 110 anos da imigração japonesa.

Das 61 pessoas e empresas selecionadas para participar da cerimônia de agradecimentos, foram 36 homenageados que compareceram ao evento (vide relação completa dos homenageados).

O ex-deputado Hatiro Shimomoto falando em nome dos homenageados, agradeceu pela cerimônia e destacou que os organizadores “não mediram esforços para que as festividades transcorressem com a grandiosidade que tiveram”.

Já o cônsul-geral do Japão Yasushi Noguchi, afirmou ter ficado “admirado com a solidariedade e dedicação da comunidade nipo-brasileira” na celebração dos 110 anos da imigração japonesa. Destacou ainda a honrosa presença da princesa Mako para as festividades e garantiu “estou feliz” por terminar este ano com um balanço positivo das festividades, sem deixar de exaltar a participação ativa de “muitos jovens voluntários”.

O Show de Eduardo

O jovem Eduardo que, sorridente, andava à tarde no meio dos preparativos de camiseta, bermuda e chinelo de dedo, ao subir ao palco, sofre uma incrível transformação – trajando quimono tradicional, solta seu vozeirão interpretando as mais tradicionais músicas “enka”.

Difícil acreditar que é a mesma pessoa, ainda mais quando ele se dirige ao público falando em japonês. Bem-humorado, se apressa em avisar: “calma gente, eu não esqueci o português” e passa a “traduzir” o que acabara de falar em japonês.

No intervalo das músicas, contou que, embora seu DNA não lhe dê direito de morar no Japão, conseguiu residir no país graças à descendência japonesa de sua mãe adotiva e garante estar realizando seu “grande sonho de viver e cantar no Japão”. Garantiu que “não tem pessoa que goste mais do Japão do que eu”.

Em sua apresentação de cerca de uma hora, Eduardo interpretou, além dos conhecidos sucessos enka, as quatro músicas que lançou no Japão: “Haha Kizuna” (Laços maternos), “Hoshi no Kawa” (Rio de estrelas), “Ryu no Umi” (Mar do dragão) e “Jyongara Hitori Tabi” (Viagem solitária).

Disse estar muito emocionado voltando a cantar no palco do Bunkyo, onde cantou pela primeira vez aos 11 anos de idade. “Se antes era um sonho viver no Japão, hoje estou lá, levando a bandeira verde e amarela. Estou começando a minha batalha e tenho certeza que vou alcançar o meu objetivo”, afirmou.

O Show e Jantar Beneficente com Eduardo, realização da Comissão para Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil e NAK do Brasil, com apoio da Alfainter e Banco Bradesco, teve sua renda doada para o Bunkyo, Enkyo e Ikoi-no-Sono.

A relação dos homenageados

Dos contribuintes/patrocinadores foram selecionados 61 homenageados para receber o Diploma de Gratidão em nome das cinco entidades (Bunkyo, Enkyo, Kenren, Câmara de Comércio e Aliança) que integram a Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. São eles:

Agro Nippo Produtos Alimentícios Ltda.
Ajinomoto do Brasil Indústria e Comércio de Alimentos Ltda.
Associação Brasil Soka Gakkai Internacional
Azuma Kirin Company
Banco Bradesco S/A
Blu Tree Hotels
Construtora Hoss Ltda.
Editora Jornalistica Uniao Nikkei Ltda.
Empresa Jornalística São Paulo Shimbun S/A
Fast Shop S.A.
Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil
Fumio Horii
Fundação Kunito Miyasaka
Grupo Honda Brasil
Grupo Trend Foods, China In Box, Gendai
Hatiro Shimomoto
Hideki Higo
Hirofumi Ikesaki
Hiroshi Shimuta
Hirota Food Supermercados
Igreja Messiânica Mundial do Brasil
Itochu Brasil S.A.
Jorge Yamaniski Filho
Jorge Yamashita
Kawasaki do Brasil Industria e Comércio Ltda.
Kazuo Harasawa (in memorian)
Kazuo Wakabayashi
Kazuo Watanabe
Kazuyuki Yasutake
Kenji Inoue
Kiyoshi Harada
Lhozaku Shibata
Maeda Pesca e Lazer Ltda.
Máquinas Agrícolas Jacto S.A.
Marisa Fumiko Kikuchi
Masatoshi Akagi
Milton Goya
Mitsubishi Corporation do Brasil S.A.
Mitsui & Co. (Brasil) S.A.
Mitsuo Koigashi
Naoyoshi Chiba
Norimiti Higa
ORIX Brasil Investimentos e Participações Ltda.
Oswaldo Kazumi Takata
Renato Ishikawa Café Fazenda Aliança
Renato Kenji Nakaya
Sacolão Saúde
Sadatsugu Yamaguchi
Sanwey indústria de Container Ltda.
Satoshi Ito
Seicho No Ie do Brasil
Shiro Watanabe
Shunichi Uchimura
Sukyo Mahikari do Brasil
Tadao Yamashita
Takeshi Ito
Terio Uehara
Tinaga Terminal Intermodal Nacional e Armazens Gerais Ltda.
Toyota do Brasil Ltda.
Tuyoci Ohara
Yakult S/A Indústria e Comércio